Skip links
O que é provedor de internet

Entenda definitivamente o que é provedor de internet

Segundo o IBGE, a internet já faz parte da vida de mais de 80% dos lares brasileiros. A conectividade já faz parte da vida das pessoas, que se conectam pelos smartphones, notebooks, computadores ou ferramentas móveis.

A internet passou por muitas mudanças nos últimos anos, alterando velocidade e tecnologias. Neste post, falaremos sobre o que é provedor de internet, como ele funciona, quais são os principais disponíveis no Brasil e a diferença para servidores.
Banner_Blog_LeCuponSVA

O que é um provedor de internet? 

O provedor de internet, ou Internet Service Provider (ISP), é o intermediador que faz com que a internet chegue até os dispositivos. É um serviço promovido por empresas especializadas, que oferecem internet banda larga com conexões via cabo, satélite, rádio ou fibra.

Esses provedores são verdadeiros traços da evolução tecnológica. Para quem viveu nos anos 90, uma das primeiras lembranças para a conexão na internet são aqueles barulhinhos da internet discada… Essa conexão também precisava de um provedor, que fazia a ligação entre a residência e o acesso à rede.

O provedor é a própria empresa que oferece os planos de internet para os consumidores, além de fazer sua disponibilização, a garantia da estabilidade da conexão e fazer reparos quando necessário.

E existem provedores grandes, como menores e regionalizados. Para isso, é preciso obter uma licença de SCM (Serviço de Comunicação Multimídia) fornecida pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações).

Quais são os provedores de internet no Brasil?

Nos anos 90, uma série de empresas começaram a surgir para fazer a internet discada uma realidade nas casas brasileiras. Entre elas, IG, UOL, Terra se destacaram e permaneceram até hoje — reformulando-se e conquistando um espaço diferente no mercado.

A finalidade dos provedores naquela época era de oferecer protocolos que permitissem a vinculação à rede mundial de computadores (o famoso www). Enquanto as empresas de telefonia entregavam o acesso físico à internet.

Atualmente, com as operadoras de internet, há outras formas de fazer com que as pessoas se conectem — inclusive por wireless. Fibra ótica, internet via satélite ou via rádio.

No Brasil, destacam-se grandes operadoras de internet como Claro Banda Larga, Tim Live ou Vivo Fibra. Mas há também pequenos provedores, que oferecem serviços localizados em regiões ou municípios mais distantes.

Qual a diferença entre provedor e servidor de internet?

Há quem utilize essas palavras como sinônima, mas elas não são. Enquanto os provedores de internet são as operadoras e empresas que fazem o intermédio da oferta de internet para os consumidores, os servidores são dispositivos físicos.

Os servidores fazem o monitoramento e controle de todas as informações que saem dos operadores por meio de conexões da internet. Criam relatórios de desempenho, com base no tempo e nas atividades do uso da internet, reduzindo a conexão em aparelhos específicos para otimizar a conexão.

Há servidores que ocupam prédios inteiros para proteger dados sensíveis. É o caso da Serpro, que é responsável por gerenciar dados de todo o Governo Federal, inclusive da Receita. Imagina se essas informações vazam? Os servidores servem para protegê-los.

Ainda preciso de um provedor para conectar à internet?

A atuação dos provedores de internet ainda é existente, mas ficou subsumida pelas atividades das operadoras de internet. Além de realizar a entrega física da rede, essas empresas se responsabilizam por todas as funções que os provedores promoviam antes.

Ainda existem internet discada no Brasil, mas mesmo para elas há tecnologia de regiões deficitárias de cobertura, na qual a própria operadora de telefonia cumpre o papel de um provedor de internet.

Ou seja, na prática, os provedores de internet ainda têm sua função, porém, seu conceito mudou de etiqueta, virando operadoras de internet.

O que é SVA pra provedores de internet?

A sigla SVA corresponde a Serviço de Valor Agregado. Esses serviços são adicionados ao pacote do cliente de acordo com seu interesse.

Hoje, devido a evolução do serviço de telecomunicação e também como forma estratégica de vencer a concorrência, as empresas variam os benefícios. Os SVA para provedores de internet variam entre antivírus, serviços de áudio e vídeo streaming, espaço na nuvem etc. 

Ainda que os serviços estejam atrelados à contratação de um serviço de telecomunicação, eles não estão sujeitos às regulamentações da Anatel. Trata-se de serviços que vão ser utilizados após a contratação do plano de internet.

Por que o SVA pode ser um diferencial competitivo?

Como forma de atrair o cliente e também de fidelizá-lo, os provedores de internet oferecem serviços que vão além de uma conexão. A ideia é proporcionar ao consumidor uma melhor experiência, ofertando benefícios que serão úteis para quem faz uso da rede de internet.

Outra vantagem para as empresas de telecomunicação é aumentar a receita. Ou seja, da mesma forma que um serviço adicional é utilizado, eles garantem o uso do serviço principal.

O que pode ser oferecido como SVA para provedores de internet?

A Anatel garante que para ser SVA é preciso fornecer um serviço adicional ao serviço de telecomunicações. Isso inclui acesso ilimitado a alguma rede social, acesso a streaming de vídeo ou de áudio para ouvir as músicas favoritas do consumidor.

Por meio de um plano que oferece desconto para ter um streaming de áudio, por exemplo, é possível “fisgar” o cliente com mais facilidade. Isso se ouvir música for algo do interesse dele. Sem dúvida, vale a pena sair na frente da concorrência com um SVA validado após uma pesquisa de público.

Como a Lecupon pode ser um SVA para provedores de internet?

A Lecupon sabe bem como é importante o serviço adicional para uma empresa. Primeiro porque o consumidor vê valor agregado, aproveita o benefício como bônus e fica satisfeito.

No caso de provedor de internet a Lecupon pode atuar como seu SVA. E, como a Anatel, não considera serviços adicionais um serviço de telecomunicações, existe uma baixa ou até isenção de impostos. 

Sendo assim, você vai oferecer serviços que vão fidelizar seu cliente, além de reduzir no custo de contribuição tributária.

Quer saber mais como aplicar esses benefícios ao seu provedor de internet? Então leia um e-book que preparamos especialmente para você!

Utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você aceita a política de monitoramento de cookies.