Skip links
O que é Cashback

Aprenda o que é cashback e veja como ele pode ser positivo para sua empresa

Você sabe o que é cashback? Esse mecanismo reformulou a relação entre empresa e consumidores, potencializando as oportunidades de ganho dos clientes por meio de um retorno financeiro. 

No passado, as pessoas colecionavam cupons para ganhar descontos em produtos. Mas o cashback foi além, oferecendo — algumas vezes — retorno financeiro. Por isso, muitas empresas já adotaram o recurso como estratégia de fidelização de clientes.

Quer valorizar a sua marca e melhorar o relacionamento com o cliente? Continue a leitura para aprender mais sobre os benefícios que ele oferece para a empresa e para os clientes!

O que é Cashback?

A palavra inglesa “cashback” significa “dinheiro de volta”. E, é mesmo um dinheiro que volta para o cliente após a compra de algum produto. 

Esse benefício pode ficar instantaneamente na conta do cliente, ou ser liberado após determinado tempo. Há também resgates que podem ser realizados por acúmulo de pontuação.

O recurso acaba estimulando o consumo, porque para ganhar mais dinheiro de volta é preciso consumir mais. 

Existem valores fixos e outros que funcionam em porcentagem. Isso vai depender de como a loja decidiu distribuir o benefício para o cliente. Assim que o prazo ou o valor forem atingidos, o consumidor recebe a quantia.

Qual a origem do cashback?

A primeira vez que a palavra foi mencionada foi na empresa Ebates, uma organização americana que virou referência nesta estratégia. Foi em 1998, que o sistema de recompensas começou a se expandir e não parou de ganhar novos adeptos.

Desde então, o consumidor passou a experimentar essa nova forma de consumo. A partir daí, foi mais fácil para as empresas conseguirem fidelizar seus clientes

No Brasil, o serviço chegou em 2011 e se expandiu para diferentes segmentos. Há empresas que são especializadas nesse serviço, mas também contas de banco digitais que trabalham com esse benefício.

Como funciona o cashback?

Para o consumidor começar a usufruir desta recompensa, ele precisa se cadastrar no site ou no aplicativo da empresa. São dados básicos como nome, endereço, dados do cartão de crédito que usa para fazer compras on-line e telefone.

Por outro lado, para as empresas que querem oferecer o benefício, o sistema funciona de outra forma. As empresas pagam para que o seu produto seja anunciado no aplicativo ou site da ferramenta que ela deseja. 

Depois disso, o valor de investimento que foi para a ferramenta é dividido com o cliente. Ou seja, a empresa paga à ferramenta para anunciar no seu aplicativo ou site e essa devolve uma parte para o cliente.

Dessa forma, tanto a empresa, quanto a ferramenta e o cliente saem com vantagens. É uma maneira inteligente de captar clientes e mantê-lo fiel.

Por exemplo, se o produto custa R$ 500 e o consumidor ganha 20% de cashback, o produto sairá por R$ 400. O que é muito vantajoso para quem está efetuando a compra. De acordo com o programa, o dinheiro pode demorar alguns dias para ficar disponível na conta, mas o cliente sabe que está economizando. 

Inevitavelmente, depois de ter uma experiência de retorno do valor investido, a tendência é que volte a fazer compras pelo aplicativo. Esse método, portanto, consegue manter o consumidor ativo em promoções e engaja para captar mais pessoas.

A ideia é que a rede de parcerias se fortaleça por meio das vantagens oferecidas por este retorno do dinheiro. Assim, todo mundo ganha no ciclo do consumo.

Como maximizar os ganhos com cashback?

É possível aumentar os ganhos usando o cashback? A resposta é sim! Atualmente, muitas empresas realizam parcerias que possibilitam a maximização dos ganhos com cashback.

Isso acontece devido a existência de várias organizações no ramo do ‘’dinheiro de volta’’, como a Méliuz e a AME Digital. Por isso, ao realizar uma compra, é comum que se utilize duas ou mais plataformas para finalizar a compra, rendendo mais cashback para o cliente.

Na prática funciona de uma forma muito simples: o consumidor ativa o cashback da Méliuz e faz a compra utilizando a AME Digital como forma de pagamento. Assim, ele garante o dobro de cashback na sua compra e sai economizando.

Quais são os tipos de cashback?

Existem diferentes maneiras de oferecer cashbacks para os seus clientes. Primeiramente, o valor pode retornar na conta do cliente. Na segunda, o valor pode ficar guardado na carteira digital da ferramenta, ficando disponível para abater em compras futuras. 

A terceira maneira de oferecer cashback é seguindo este modelos de recompensa, porém o valor é revertido para ajudar instituições filantrópicas. Esse modelo é conhecido como cashback social. Uma forma do consumidor reverter um capital às organizações que cuidam de pessoas ou animais que precisam de ajuda.

É muito importante que as empresas que oferecem o benefício, deixem claro quando será feito o pagamento do crédito. Às vezes, o cliente pensa que o valor revertido fica disponível na hora. Essa divergência de informação pode gerar insatisfação

Também é importante ressaltar como o pagamento será feito. Partindo do princípio que há maneiras diferentes de beneficiar o cliente, é importante que a ferramenta seja específica.

Imagine que o cliente espera receber o dinheiro na conta, quando o valor só poderá ser revertido para caridade?  A empresa precisa sanar todas as dúvidas para que o consumidor não fique perdido e acabe se frustrando.

Livre

O cashback livre é a modalidade mais comum entre as utilizadas. Esse tipo de cashback não exige exclusividade de forma de pagamento ou requer termos de condição,

Por isso, o cashback livre é distribuído sem distinções para todos. Essa modalidade de cashback é bastante utilizada para chamar a atenção do consumidor e é uma ferramenta incrível na fidelização de clientes.

As principais plataformas que utilizam o cashback livre são as que não exigem exclusividade. Entre elas estão a Méliuz e a Cuponomia, que oferecem gratuitamente cupons de desconto e cashbacks para compras no ramo do e-commerce.

Exclusivo

Já o cashback exclusivo age de maneira contrária, exigindo certas condições para que o benefício seja utilizado. Essa modalidade exige formas de pagamentos próprias e tem suas regras pré-estabelecidas.

O cashback exclusivo é restringido apenas para os clientes que aplicam certas condições.

Temos como exemplo a AME Digital, que só disponibiliza o benefício do dinheiro de volta em sua carteira digital.

Ou seja, o valor do cashback só pode ser utilizado para transações dentro do aplicativo da AME.

O Inter Shop também utiliza o cashback exclusivo em sua plataforma, oferecendo um valor maior para os clientes que pagarem com o cartão Inter.

Também há a opção de pagar com outro cartão de crédito e ainda sim ganhar cashback, porém com valor reduzido.

Social

O cashback social é uma modalidade que reverte os ganhos em doações a causas sociais.

Dessa forma, parte do valor gasto na compra é direcionado a organizações sociais, como ONGs ou instituições de caridade.

O tipo de cashback citado acima é utilizado para que empresas possam se mostrar responsáveis socialmente e se diferenciar das suas concorrentes.

Assim, a experiência de compra fica muito mais humanizada, tanto para os clientes quanto para o e-commerce.

As empresas podem escolher quais causas apoiar e os clientes aos quais vão destinar o seu cashback.

As causas são diversas, e variam desde a preservação do meio ambiente até a inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho.

Cashback é seguro?

O cashback tornou-se um recurso que gera fluxo de dinheiro dentro do próprio aplicativo. A sua transação é segura, mas é importante verificar o histórico e a procedência da ferramenta que será utilizada.

Instituições bancárias, por exemplo, estão utilizando o cashback em planos premium, mediante o pagamento de uma mensalidade. Neste sentido, é preciso investir para conseguir ter um melhor retorno financeiro.

Por serem instituições seguras, utilizar o cashback nesses aplicativos tornou-se seguro. 

Também é seguro utilizar ferramentas que trabalham com cashback e são reconhecidas no mercado por isso. 

Muitas instituições apostam na terceirização como uma alternativa de oferecer cashback, neste caso, é responsabilidade da empresa conseguir uma boa referência, a fim de não prejudicar seus clientes finais.

Quais os cuidados a ter com o cashback?

O cashback é, quando se trata de empresas confiáveis, uma ferramenta muito segura. Embora a segurança seja garantida, o cuidado nunca é pouco. Por isso, é preciso se atentar às possíveis fraudes.

Como os aplicativos são frequentemente avaliados, é possível saber quais são confiáveis. Assim, o maior perigo está na falsa ilusão de economia, ou seja, acabar se deparando com promoções e descontos que, no final das contas, não valem a pena e só complicam mais as coisas.

Por isso, preze pelo essencial e o útil. Fique de olho em condições de cashback de itens realmente necessários e analise bem os termos antes de realizar uma compra.

Quais são os aplicativos que oferecem cashback?

A lista dos aplicativos que oferecem cashbacks é extensa e a tendência é que cresça ainda mais. Nota-se que oferecer um tipo de clube de vantagens é uma maneira de atrair mais clientes.

Alguns sites estão em destaque no mercado como: Picpay, Beblue, Cashback World e Lecupon. Vamos entender como cada um deles funciona no modelo recompensa cashback.

PicPay

O cashback do PicPay funciona para diversas experiências de compras. Para quem tem o aplicativo instalado no celular, o cashback aparece logo após o consumidor efetuar o pagamento. 

Esse saldo fica na carteira digital e pode ser usado na próxima conta ou o cliente pode deixar ali acumulando. Antes de fazer um novo pagamento, é possível escolher se aquele saldo de cashback vai ser utilizado ou não.

Mas o benefício não fica restrito somente ao fazer uma compra. O Picpay também oferece pagamento de conta no seu site ou aplicativo. Para incentizar um valor maior de cashback, o consumidor pode optar por parcelar a conta em até 12x. Quanto maior o número de parcelas, maior será o retorno em saldo. E o valor cai na hora. 

O valor liberado em conta pode ser usado também para comprar produtos na PicPay Store. Quanto ao valor que ficará disponível, vai depender da campanha que estiver em vigor no momento. Geralmente, a empresa reverte para o consumidor de 0,5% a 100% do valor pago em cashback.

Beblue

O aplicativo Beblue oferece também muita comodidade para os seus clientes. Para que o cliente ganhe cashbacks em sua conta, ele precisa falar para o atendente que deseja pagar com Beblue. Assim, o atendente da loja vai passar o cartão de crédito ou débito na máquina da empresa. 

É assim que, de forma instantânea, o cliente recebe o cashback na hora para ser utilizado em pagamentos nos estabelecimentos parceiros ou para transferir para amigos que também usam Beblue. 

Essa facilidade de proporcionar ao cliente um benefício faz parte do processo de encantamento do cliente. Ou seja, tudo que colabora para uma boa experiência do cliente, encanta, engaja e, consequentemente, fideliza. Pois, quem se sente satisfeito com o cashback gerado por usar Beblue, convence outros para usarem também. 

Cashback World

A Cashback World é uma empresa transnacional que já existe há mais de 15 anos. No entanto, ela é recente no país. Atualmente, já são mais de 120 mil marcas e estabelecimentos cadastrados em mais de 100 países. 

Existem maneiras diferentes de obter benefícios dessa plataforma. Através de compras on-line ou em estabelecimentos físicos, o cliente recebe um dinheiro de volta e shopping points. Dessa forma,ele escolhe se recebe em conta corrente ou se acumula para o saldo, a fim de descontar em futuras compras. 

Para participar dos benefícios é só se cadastrar, gratuitamente, no site ou no aplicativo. Ao se cadastrar, o cliente já ganha 3 shoppings points. As lojas parceiras aparecem no aplicativo e, basta clicar na aba da loja escolhida para saber quanto de cashback vai retornar para o cliente. 

Lecupon

A Lecupon já tem uma rede de parcerias de mais de 25 mil estabelecimentos. O consumidor pode encontrar grandes empresas na lista como Magalu, Amazon, Americanas, Submarino, Ponto, e outras.

Oferecendo um aplicativo totalmente White Label, a empresa pode oferecer cashback utilizando a tecnologia da Lecupon, mas com toda a linguagem visual própria. 

O cashback da Lecupon é gerado a partir da utilização dos cupons e benefícios oferecidos dentro do clube de vantagens. A empresa pode oferecer esse cashback para os clientes finais, que são habilitados para pagamento em PIX, ou pode fazer uso desse cashback para abater a mensalidade de seus serviços.

É o caso da OAB Minas, que oferece o serviço de programa de lealdade da Lecupon e utiliza todo o cashback gerado pelos associados para abater o valor da anuidade paga para a instituição.

A composição de toda essa estratégia é realizada respeitando as particularidades e o comportamento de cada cliente. É possível ter um cardápio totalmente personalizado para oferecer aos clientes, considerando a adesão e engajamento em cada uma das empresas parceiras.

Quais os bancos e fintechs que oferecem cashback?

O cashback está presente na maioria dos bancos e fintechs espalhadas pelo mercado financeiro. Leia abaixo quais os requisitos das principais instituições bancárias.

Banco Inter

O Inter oferece cashback para clientes e não clientes. O valor do cashback e o prazo para receber o dinheiro de volta varia de acordo com os termos exigidos pelo banco.

O cliente Inter possui acesso ao Inter Shop e pode fazer suas compras diretamente pelo shopping virtual e receber seu cashback instantaneamente.

Além do shopping virtual, o cliente poderá receber dinheiro de volta apenas utilizando o cartão de crédito como ferramenta para o cashback.

RappiBank

O cashback da Rappi é atrelado ao cartão de crédito RappiBank e não exige nenhum outro requisito.
Ou seja, o cliente só precisa possuir o cartão de crédito da startup e aproveitar as vantagens de comprar com cashback.

NuBank

O NuBank apostou suas cartas no novo cartão de crédito NuBank Ultravioleta, o qual oferece um cashback de 1% do valor gasto.

Além disso, todo o saldo em cashback rende a 200% do CDI, se mantido guardado na conta.

PagBank

O PagBank utiliza a sua plataforma de compras: o Shopping PagBank. É através dele que o consumidor vai ter acesso aos cashbacks oferecidos pelo banco virtual.

Por meio do Shopping PagBank, o consumidor pode conseguir até 12% de cashback. Além disso, o dinheiro recebido de volta pode ser transferido e usado de forma livre.

Ainda há outras formas de ganhar cashback com o PagBank, como por exemplo, pagando contas rotineiras, recarregando o celular e até mesmo abastecendo o carro.

Como as empresas podem lucrar com o cashback?

Afinal, o que as empresas ganham oferecendo cashback para seus clientes? Bom… mais do que você pode imaginar.

A visibilidade e o aumento de clientes são o principal foco das empresas que atuam no âmbito financeiro. As promoções de cashback geram ênfase aos olhos do público, dando visibilidade à empresa.

Além disso, a fidelização e prospecção de clientes são motivos para que fintechs e bancos digitais utilizem o cashback como estratégia de vendas.

Quanto mais a empresa fica visível para clientes e possíveis clientes, mais são as chances de atingirem o final do funil de vendas. Tudo isso de forma exponencial e natural.

Pensando nisso, a Lecupon auxilia quanto a retenção de clientes, utilizando a metodologia que oferece dinheiro de volta aos clientes.
É por meio dos cupons oferecidos no clube de vantagens que a Lecupon pode ajudar na análise de mercado da empresa em qeustão.

Cashback vale a pena?

Sim, quando utilizado de forma controlada, o cashback se mostra uma oportunidade positiva, tanto para consumidores quanto para as empresas.

O cliente pode observar quanto vai ganhar e o desconto do produto ou serviço que vai adquirir em tempo real e se aproveita dessa facilidade. Por outro lado, a empresa que oferta o cashback, ganha com a prospecção do consumidor.

Cashback é o mesmo que desconto?

O cashback é uma maneira de recompensar o cliente por dar preferência àquela marca. Podemos dizer que, quanto mais o cliente é recompensado, mais valor ele percebe na empresa. 

Sem dúvida, gera uma satisfação muito grande quando o cliente pode ver uma parte do dinheiro de volta na conta. Dependendo da campanha, esse retorno pode ser bem recompensador. E o cashback pode ser usado para fazer uma nova compra.

No caso de um desconto, o consumidor apenas recebe um abatimento na hora de comprar o produto. Por isso, não podemos dizer que cashback é o mesmo que desconto.

Por ser uma forma que possibilita a escolha do cliente, o cashback se torna uma ferramenta muito interessante para as empresas aplicarem ao seu negócio. 

Afinal, o consumo faz parte do cotidiano. E o consumidor sempre vai dar preferência ao lojista que faz ele gastar mais e pagar menos. Por outro lado, ele mantém uma recorrência e, consequentemente, a fidelidade ao longo do tempo.

O cashback como mecanismo de atração de clientes

Ter um sistema de cahback é uma maneira de atrair o cliente para consumir de forma constante na empresa. Além de aumentar a base de clientes, é possível ter clientes mais engajados que passam a cultura de cashback para amigos e familiares.

E quem ganha com isso é a empresa, que passa a ser mais divulgada nas empresas que fornecem o benefício. Do mesmo modo, as empresas que fazem a intermediação entre empresa parceira e consumidor, ganham. E, por fim, o consumidor que economiza e ainda ganha um incentivo para comprar mais. 

No final das contas, todos ficam satisfeitos com o ciclo de consumo que foi gerado para atender e beneficiar, cada vez mais, milhares de pessoas.

Agora que você conseguiu entender o que é cashback, chegou o momento de pensar sobre as possibilidades de incluir sua empresa nesse benefício. Confira nosso conteúdo sobre como oferecer cashback!

Utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você aceita a política de monitoramento de cookies.