Skip links

Aprenda tudo o que você precisa saber sobre instituições financeiras

Popularmente chamadas de banco, as instituições financeiras fazem parte da rotina de todos nós. 

Mas será que todo banco tem a mesma finalidade?

Uma instituição financeira e um banco são a mesma coisa?

Como uma instituição participa efetivamente no mercado financeiro?

Neste artigo vamos falar sobre elas e mostrar tudo que você precisa saber sobre instituições financeiras. 

O que são instituições financeiras?

A instituição financeira é especializada em intermediar o dinheiro entre poupadores e aqueles que precisam de empréstimos, além de custodiar (guardar) esse dinheiro. 

Ela  providencia serviços financeiros para sanar as necessidades dos clientes, como: saques, empréstimos, investimentos, entre outros.

É comum que as pessoas pensem que uma instituição financeira se resume ao banco em que você abre uma conta corrente, realiza transferências e depósitos e recebe o seu salário.

Mas na verdade, o chamado banco comercial é apenas um dos tipos de instituições financeiras.

Podemos definir o que é uma instituição financeira como uma organização, pública ou privada, que atua como intermediária entre o cliente e os mais diversos serviços do mercado financeiro.

Essas instituições são supervisionadas pelo Banco Central (BC), que trabalha para que as regras e regulações do Sistema Financeiro Nacional (SFN) sejam seguidas da forma correta.

Em outras palavras, são os cuidados e a estabilidade do Sistema Financeiro Nacional,  consequentemente, da economia de um país, que resultam na saúde financeira do Brasil.

Quais são as funções de uma instituição financeira?

As instituições financeiras podem desempenhar diferentes funções, e o cliente pode escolher a instituição de acordo com a necessidade que tiver.

Algumas delas são especializadas e oferecem benefícios ao cliente que busca empréstimos e financiamentos.

Outras, têm o foco em intermediar investimentos e gerenciar recursos dos clientes.

Portanto, dependendo do que você pretende fazer, deve escolher a instituição financeira mais adequada, não precisando depender sempre de uma para tudo.

Quais são os tipos de instituições financeiras?

Como foi mencionado anteriormente, é comum o usuário acreditar que existem apenas os bancos convencionais.

Mas é possível categorizar os tipos de instituições financeiras bancárias e as não-bancárias.

O que diferencia ambas as categorias é que, enquanto a primeira tem permissão para conceder crédito, a segunda não pode realizar esse tipo de operação, sendo permitido apenas operar com ativos não monetários.

Confira os tipos de instituições financeiras à sua disposição.

1. Bancos comerciais

Os bancos comerciais são aqueles que as pessoas estão mais acostumadas e que fazem parte do dia a dia.

É por meio desses bancos que a população tem acesso aos serviços financeiros mais comuns, como: transferências, saques, depósitos, extratos e outras movimentações mais cotidianas.

2. Caixas Econômicas

No Brasil temos apenas a Caixa Econômica Federal, que além de ser um banco comercial, tem importante papel no Sistema Brasileiro de Poupança e no Sistema Financeiro de Habitação.

Ela administra as loterias oficiais e o FGTS e tem importante papel em financiamentos de imóveis, juntamente com programas nacionais de habitação.  

3. Bancos de investimentos

Os bancos de investimentos são instituições privadas de sociedade anônima que captam recursos através da emissão de títulos como Certificado de Depósito Bancário (CDB) e Letras de Crédito Imobiliário (LCI) .

Alguns bancos digitais oferecem esse tipo de recurso.

4. Bancos múltiplos

Os bancos múltiplos abrangem diferentes serviços que, a princípio, seriam oferecidos por instituições distintas. 

Para serem considerados bancos múltiplos, as instituições precisam operar, obrigatoriamente, com pelo menos duas carteiras: uma comercial e outra de investimento.

5. Cooperativas de crédito

As cooperativas de crédito são instituições criadas para oferecer serviços financeiros apenas aos seus associados.

Elas não possuem fins lucrativos e são autorizadas pelo Banco Central a realizar algumas atividades, que são: captar depósitos dos cooperados, obter empréstimos de outras instituições financeiras, conceder crédito e realizar aplicações no mercado financeiro.

6. Instituições de microcrédito

As instituições financeiras de microcrédito atendem as demandas de micro e pequenos negócios, tendo em vista que esses empreendimentos enfrentam maior dificuldade para ter acesso ao crédito.

Personalizar os serviços e estudar a persona é fundamental para oferecer ao mercado produtos com foco no cliente certo.

7. Companhias hipotecárias

As hipotecas são mais difundidas fora do país, mas as companhias hipotecárias também funcionam bem aqui no Brasil.

São instituições financeiras de sociedade anônima que visam conceder empréstimos para financiar diferentes tipos de empreendimentos no setor imobiliário.

8. Gestoras de recursos

As gestoras de recursos podem ser chamadas também de Asset Managers.

Elas são instituições responsáveis por administrar o patrimônio financeiro de pessoas físicas e jurídicas.

Elas são supervisionadas pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e podem constituir e gerir fundos de investimentos.

9. Corretora de Valores

As corretoras de valores são instituições financeiras que fazem a intermediação entre investidores e o mercado financeiro. 

Elas permitem que os clientes realizem operações de compra e venda de títulos de renda fixa e ações na Bolsa de Valores.

Exemplos de instituições financeiras

Como vimos, instituições financeiras vão muito além do banco comercial e podem oferecer diversos recursos para solucionar problemas diferentes.

Vale a pena ressaltar ainda que muitas dessas instituições visam o mercado digital, e têm criado programas e parcerias para oferecer ainda mais benefícios aos seus clientes.

A XP Investimentos, a Clear e a Rico são exemplos de corretoras de valores, que auxiliam os investidores a fazer as melhores aplicações de acordo com seu perfil e objetivos.

Existe também a Sicoob e a Sicredi, ambas cooperativas de crédito com ampla participação no mercado.

Instituições financeiras oficiais federais

O Sistema Financeiro Nacional é composto por várias instituições financeiras oficiais federais.

Essas instituições possuem o governo em sua composição acionária, como acionista controlador. 

São, portanto, consideradas empresas estatais. Elas se submetem às mesmas legislações dos seus pares privados.

No entanto, elas devem desempenhar também um papel social. Ou seja, financiar de forma mais expressiva o desenvolvimento do país.

As instituições que temos hoje são: BNDES, Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil. 

Agora que você pôde conhecer um pouco melhor sobre as instituições financeiras, como elas funcionam e qual a finalidade de cada uma, fica mais fácil buscar aquela que melhor se encaixa na sua necessidade.

Utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você aceita a política de monitoramento de cookies.