Skip links

Saiba distinguir a diferença entre fintech e banco digital

Você sabe qual a diferença entre fintech e banco digital? Ambos estão vivendo momentos de alta no mercado brasileiro, recebendo investimentos e oportunidades para crescimento.

Aliás, ambos também estão relacionados à tecnologia e facilidades em pagar as contas e investir de maneira mais prática.

Neste artigo vamos desvendar as principais dúvidas sobre o tema e explicar qual a finalidade de um banco digital e uma fintech, por que eles têm foco total no cliente e como podem contribuir com a sua empresa.

Banner_Gerar_Valor

O que é uma fintech?

Uma fintech é uma empresa voltada para a tecnologia financeira. Ela introduz inovações no mercado financeiro, por meio de tecnologias modernas, e oferece serviços digitais.

As fintechs funcionam totalmente on-line, pela internet e/ou aplicativo para celular, ou seja, elas não precisam manter uma estrutura física.

Isso reduz muito os custos, resultando em serviços mais baratos se for comparar ao modelo tradicional das instituições financeiras, como conta corrente sem tarifa e cartão de crédito sem anuidade, aumentando assim o valor percebido pelo cliente

Todas as fintechs são startups?

Podemos dizer que sim, ao menos no início, já que startup é uma empresa caracterizada pela inovação e escalabilidade nos negócios.

As fintechs não apresentam um modelo de negócio tradicional, contudo, podem aumentar as receitas de forma exponencial, sem aumentar os custos na mesma escala. 

Esse modelo de empresa tecnológica que participa de um mercado ainda pouco explorado ou novo é considerado uma startup, mas existem outros setores que não apenas de finanças. 

Portanto, nem toda startup é uma fintech, mas todas se preocupam com a imagem que vão gerar aos clientes, investindo em Customer Experience

Qual a diferença entre fintech e banco digital?

Nem toda fintech pode ser um banco digital, e vamos entender o porquê.

A principal diferença é que uma fintech pode atuar em uma área muito específica do mercado financeiro, como financiamento coletivo ou negociação de dívidas, por exemplo.

Já um banco digital tem como característica outros tipos de atividades, como abertura de conta, extratos, transferências, etc.

Oficialmente também não existe uma terminologia para banco digital que o torne um modelo com lei e critérios específicos.

Já com as fintechs a regulamentação existe desde 2018, no Brasil, por meio do Conselho Monetário Nacional (CMN). 

Podemos afirmar então que os dois conceitos são muito próximos, já que a maioria dos bancos digitais são fintechs.

Contudo, os bancos tradicionais também migraram parte de sua estrutura para o digital e podem ser considerados bancos digitais.

Quais bancos digitais são fintechs?

Com  as fintechs apresentando um crescimento cada vez maior, tanto no Brasil quanto no exterior, cada vez mais os clientes leais buscam empresas com bom posicionamento no mercado, que oferecem serviços mais práticos e descomplicados.

Separamos os principais bancos digitais que são fintechs. Confira!

Nubank

O Nubank é um dos bancos digitais mais conhecidos e foi lançado em 2013, sendo considerado o pioneiro no segmento de serviços financeiros.

Conhecido no mercado pelo cartão de crédito digital roxo e por não cobrar tarifas dos clientes, o banco online não tem burocracia e possui soluções simples e seguras.

A Nuconta é um serviço lançado pela startup que oferece serviços de pagamentos de contas, transferências, depósitos (por boleto) e tudo isso sem taxas ou tarifas para manutenção de conta.

Neon

A Neon é uma parceira do Banco Votorantim, e surgiu da necessidade de facilitar a vida das pessoas, evitando as idas aos bancos, filas, entre outras burocracias, aumentando assim a fidelização das mesmas.

A Neon é responsável pela movimentação de contas correntes digitais, funciona como um serviço financeiro e atua como banco digital. 

O banco, que é 100% digital, não cobra anuidades dos clientes.

Banco Original

O Banco Original é 100% digital e foi criado para possibilitar a abertura de uma conta corrente totalmente online.

A instituição garante a segurança por meio de uma tecnologia de última geração que inclui até reconhecimento facial.

Apesar de todo contexto inovador, o Banco Original é consolidado quando se trata da parte financeira, pois possui mais de R$11,2 bilhões em ativos, e apresenta R$2,2 bilhões de patrimônio e R$6,4 bilhões em carteira de crédito.

Banco Inter

O Inter funciona 100% digital como conta corrente, onde os clientes podem fazer todas as transações de uma conta aberta em um banco tradicional, com a vantagem de ser gratuito e via online, melhorando a experiência do cliente.

O banco trabalha com conta digital para pessoa física, pessoa jurídica e MEI. 

Além de uma conta corrente 100% digital, totalmente livre de tarifas e cartão de crédito sem anuidade, o Banco Inter também oferece outros serviços aos seus correntistas.

Alguns serviços que são oferecidos aos correntistas podem possuir tarifas que variam de acordo com cada um deles.

Banco Pan

O Banco Pan tem trabalhado para ser um banco digital completo. 

Na instituição é possível abrir uma conta digital sem taxas e todo o processo é feito inteiramente online.

Além disso, o banco ainda oferece outros produtos, como cartão de crédito sem anuidade, financiamentos de veículos e até opções de investimentos.

Quais as semelhanças entre bancos digitais e fintechs?

Com um funcionamento semelhante, podemos destacar que entre os bancos digitais e as fintechs a tecnologia é o ponto alto para facilitar o acesso do público aos serviços financeiros.

O acesso para ambos é fácil e, em geral, cobram taxas menores que as instituições tradicionais, além de oferecerem serviços gratuitos, visando a satisfação e retenção de clientes

A atuação de bancos online e fintechs tem contribuído ainda para a democratização do acesso da população brasileira aos serviços bancários.

Segundo a publicação de um estudo do Instituto Locomotiva, 19% dos entrevistados têm apenas conta digital, sendo que 30% dessas pessoas são das classes D e E.

Quais as vantagens de bancos digitais e fintechs?

As vantagens em ter uma conta digital ou em uma fintech são várias e destacamos a: 

  • economia financeira com taxas e tarifas mais baixas;
  • a praticidade, já que todos os serviços podem ser acessados pelo celular;
  • a otimização de tempo, pois não é preciso se deslocar até uma agência ou enfrentar filas;
  • acesso a mais serviços financeiros, como investimentos e seguros;
  • conteúdos sobre educação financeira diretamente no app ou site.

Podemos concluir, então, que bancos digitais e fintechs são modelos que chegaram para ficar e facilitar o dia a dia do consumidor. 

Com os grandes benefícios que são encontrados juntos a esses serviços e a demanda de clientes, tem aumentado também o interesse de empreendedores em abrir seu próprio banco digital.

Agora que você aprendeu qual a diferença entre fintech e banco digital confira nosso conteúdo sobre como abrir um banco virtual.

Utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você aceita a política de monitoramento de cookies.