Skip links

Guia sobre como investir na bolsa de valores para iniciantes

A bolsa de valores tem sido uma grande oportunidade para muitas pessoas, por isso criamos esse guia sobre como investir na Bolsa de Valores para iniciantes.

Não precisa ser um expert no assunto para entrar nesse universo, mas é importante saber os pontos mais relevantes e fazer uma boa análise do mercado financeiro

Algumas informações chave serão o suficiente para que você inicie o processo de investidor e tenha lucros e oportunidades melhores.

Acompanhe este artigo até o final e entenda como funciona. 

Na prática, como funciona a bolsa de valores para iniciantes?

Na prática, a Bolsa de Valores funciona como um lugar seguro em que pessoas e empresas podem fazer negócios pela internet.

As empresas vendem parte de seu negócio (em forma de ações) e as pessoas interessadas podem comprá-las e vendê-las entre si para obter lucro.

Ao comprar a ação de uma empresa, você se torna um acionista, um pequeno sócio do negócio.

Algumas pessoas usam a bolsa de valores como fonte de renda principal. Outras, como estratégia complementar ao ganho atual, visando grandes conquistas financeiras, futuras. 

Existem outros segmentos dentro da bolsa de valores, que são menos conhecidos, como: ativos de renda fixa, crédito imobiliário, financiamento de veículos, entre outros. 

Se você tem pouca familiaridade ainda, entenda um pouco mais sobre o que é o mercado financeiro.  

Como saber se você está preparado para investir?

Investir na Bolsa de Valores é um desejo e, ao mesmo tempo, uma fonte de inseguranças sobre a lucratividade e os rendimentos.

Para estar preparado para investir, você precisa saber se está preparado para enfrentar o mercado financeiro e seus altos e baixos. 

A Bolsa de Valores apresenta algumas opções de acordo com o perfil do investidor.

Por isso, a primeira coisa que você deve fazer é conhecer o seu perfil de investidor. Ele determina a sua tolerância aos riscos. 

Depois disso, estabeleça os seus objetivos e os prazos para realizar as metas. 

A bolsa de valores pode ser excelente, principalmente no longo prazo, como aposentadoria e alcançar o primeiro milhão, justamente porque proporciona lucros diferentes das instituições financeiras tradicionais. 

Por fim, analise a sua rotina. O investimento em ações é diferente da renda fixa, isto é, você precisa acompanhar diariamente o mercado.

Então, o ideal é reservar, pelo menos, uma hora do seu dia para ler notícias relacionadas à economia, política e ao emissor das suas ações. 

Passo a passo de como investir na bolsa de valores para iniciantes

Se essas informações que trouxemos até aqui fazem sentido com aquilo que você está buscando, aproveite esse passo a passo de como investir e inicie sua jornada na Bolsa de valores.

1. Escolha uma corretora

Escolha uma corretora de valores e verifique se a instituição está autorizada para operar na bolsa de valores e as suas taxas. 

2. Abra sua conta

Abra a sua conta, de acordo com a instituição escolhida, e siga as diretrizes estabelecidas por ela.

3. Transfira seu dinheiro

Com a conta aberta, faça a transferência do dinheiro a ser investido da sua conta bancária para a conta da corretora através das opções de transferência disponíveis, como TED ou PIX, da mesma titularidade. 

4. Entre na plataforma

Na sua plataforma de investimento em ações encontre “home broker” e acesse. Este é o ambiente de negociações da bolsa de valores, onde você compra e vende os papéis.

5. Invista

Digite a sigla do ativo desejado, por exemplo, Lojas Americanas é (LAME4). Agora, lance a sua oferta. Lembre-se de que o lote mínimo varia para cada ativo. Nas ações, ele é de 100 papéis. 

6. Ordem executada

Para a sua ordem ser executada o preço da sua ordem deve coincidir com outra oferta. Ela será executada e as ações virão para a sua custódia. 

Como funciona a bolsa de valores para empresas?

Para as empresas, a Bolsa de Valores é utilizada como um ambiente para acessar os investidores que podem ser atraídos pelas suas ações.

As empresas precisam cumprir uma série de exigências para abrir o capital e se listar na bolsa de valores. 

Elas precisam oferecer condições igualitárias de participação aos investidores, na proporção do tipo e da quantidade de ações que possuírem.

Também é fundamental um grau elevado de transparência sobre suas informações financeiras.

A motivação das empresas para investir em bolsa de valores é a realização de projetos e expansão de suas operações, e para isso é necessário obter recursos de alguma maneira. 

Para aquelas que querem fugir do jeito mais tradicional, buscando empréstimos em instituições financeiras, com juros que podem ser altos demais, a abertura de capital se torna uma opção interessante.

Ao optar pela bolsa de valores, a empresa pode aumentar o seu capital social emitindo novas ações, que são colocadas à venda no mercado. 

Uma vantagem para a empresa é que, ao contrário de um empréstimo, as ações não têm um prazo de amortização ou resgate. 

Ela, portanto, não precisa se preocupar em “devolver” os recursos aos investidores, que serão remunerados com dividendos, não com juros. 

Uma análise de empresas concorrentes pode contribuir para que você entenda o mercado da bolsa de valores para empresas e como funciona. 

Como saber se você está preparado para o IPO?

Para saber se você está preparado, vamos entender o que é o IPO.

Esse é um dos eventos do mercado financeiro acompanhados mais de perto pelos investidores são os IPOs. 

O IPO, sigla em inglês para “initial public offering”, do mercado primário, significa oferta pública inicial, que marca a estreia da empresa no mercado de ações.

Representa a primeira vez que uma empresa recebe novos sócios realizando uma oferta de ações ao mercado. 

Ela se torna, então, uma companhia de capital aberto com papéis negociados no pregão da Bolsa de Valores.

A empresa precisa ser madura e deve ainda apresentar uma série de exigências relacionadas à emissão de relatórios financeiros auditados externamente, aspectos fiscais, ter sua própria estrutura societária, entre outros fatores.

Quais são os tipos de ofertas nas bolsas?

Existem diferentes tipos de operações na bolsa de valores, com ofertas distintas.

As Ofertas Primárias são as vendas de novas ações emitidas pelas companhias no mercado.

O dinheiro levantado nessa operação vai para o caixa das empresas, que aumentam seu capital social. 

A Ofertas Secundárias são vendas de ações que já existiam. As empresas, nesses casos, não realizam um aumento de capital.

Em geral, esses papéis pertencem a sócios que, por alguma razão, querem reduzir sua participação no negócio ou se desfazer delas. 

IPO, que já vimos, é uma dessas ofertas. Não é o mesmo que uma oferta primária, pois um IPO pode ser realizado com ações já existentes, em uma oferta secundária, sem que haja um aumento de capital na companhia.

O Follow-on é uma nova oferta de ações realizada por uma companhia que já tem o capital aberto na bolsa de valores, tendo realizado anteriormente uma primeira oferta. 

Esse tipo de emissão também é conhecida como ofertas subsequentes.

O que significam os termos principais?

Para se familiarizar com os principais termos utilizados na Bolsa de Valores, separamos abaixo os mais comuns no seu dia a dia e o significado deles.

Acompanhe.

Rentabilidade

A rentabilidade representa o ganho financeiro de um investimento de acordo com o percentual de retorno obtido com a aplicação desse capital.

Entender as características da rentabilidade vai te ajudar a analisar as oportunidades de investimento e escolher opções que permitam aumentar seu capital rapidamente.

Liquidez

Na bolsa de valores, a liquidez representa a facilidade em comprar e vender uma ação a qualquer momento. 

De forma geral, as empresas de grande porte possuem maior visibilidade, ou seja, mais liquidez. Assim, elas costumam registrar grandes volumes de negociação diários. 

Lucro

O lucro é uma métrica utilizada pelos investidores que procuram avaliar o preço justo de um ativo.

De forma bastante simples, essa métrica indica quanto os investidores se encontram dispostos a pagar pelos lucros de uma empresa.

Como você pode notar, a crença de que investir na Bolsa é muito complicado, não procede. Hoje em dia é muito fácil e prático fazer investimentos na Bolsa de Valores no Brasil. 

Alguns bancos digitais, inclusive, oferecem serviços de investimentos para que seus clientes se familiarizem com a transação. 

Contudo, investir nesses papéis pode trazer ganhos expressivos, principalmente no longo prazo, mas esteja preparado para possíveis turbulências no meio do caminho. 

Se você priorizar ações de empresas bem consolidadas e diversificar os seus investimentos, a tendência é que passe por todos esses momentos com tranquilidade e segurança. 

Agora que você acompanhou nosso guia de como investir na bolsa de valores para iniciantes, aprofunde o seu conhecimento aprendendo mais sobre como funciona o mercado financeiro.

Utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você aceita a política de monitoramento de cookies.