Lecupon-Logo

Aprenda como calcular ticket médio corretamente para a sua empresa.

Sumário

Entender como calcular o ticket médio pode ser um fator determinante para o sucesso da sua empresa. Isso porque a métrica é uma maneira de monitorar a performance das vendas. 

Por meio do ticket médio é possível mensurar se a empresa está conseguindo fazer negócios saudáveis, mantendo os clientes com um valor médio de investimento.

O seu cálculo não é difícil, mas é necessário para desenvolver um monitoramento que permita conhecer o desenvolvimento da empresa ao longo de um determinado período.

Banner_Gerar_Valor

O que é ticket médio?

O ticket médio é uma métrica que indica o quanto uma empresa fatura em cada venda, em média, por um determinado período de tempo.

Considerando que é mais fácil manter os clientes fidelizados do que conquistar novos clientes, o ticket médio é a métrica perfeita para saber se o seu negócio está no caminho certo.

Isso porque o  valor do ticket médio é calculado entre o total recebido pelas suas vendas e o número de clientes que compraram com você em um determinado período. Geralmente, esse balanço é realizado mensalmente.

Com os dados do ticket médio em mãos, é possível saber se o valor que sua empresa está faturando superam os gastos com captação e retenção de clientes, além de outros benefícios que iremos abordar a seguir.

Como calcular o ticket médio?

Para calcular o ticket médio é preciso entender que ele é um indicador de vendas, que aponta o valor médio, em um período, baseando-se principalmente no fechamento de vendas bem sucedidas. 

A realização do cálculo de ticket médio é a divisão do faturamento total de um período pela quantidade total de vendas realizadas durante o mesmo tempo.

Ou seja, a equação do ticket médio é assim:

Ticket médio = faturamento no período / número de clientes no período

Vamos pensar em um cenário ilustrativo para deixar mais fácil a compreensão. Se uma empresa vendeu um montante de R$ 50 mil reais em um mês, tendo fechado 25 contratos, a fórmula ficará:

Ticket médio = R$ 50.000 (faturamento do mês) / 25 (negócios fechados no mês)

Ticket médio = R$ 2.000

O valor médio investido por cada cliente que fechou contrato com a empresa naquele mês foi de R$ 2.000,00.

Esse valor pode ser bem representativo, mas o conceito de “ticket médio ideal” varia conforme o segmento, o investimento realizado para a aquisição de novos clientes, etc. 

O que influencia o ticket médio?

Alguns fatores influenciam diretamente no resultado do ticket médio. Separamos dois deles: precificação dos produtos e custo do negócio.

Precificação dos produtos

Precificar produtos não é uma tarefa tão simples, principalmente se tiver que readequar tendo em vista o que o mercado exige. 

Os valores não podem estar acima do que os seus clientes podem pagar, tampouco do que o mercado pratica.

Contudo, aumentar o valor já aplicado pode contribuir para dar uma margem de resultado melhor ao seu ticket médio. 

Para readequar valor de venda ao ticket médio, faça uma análise minuciosa para propor um preço que seja justo para ambos, cliente e empresa, apresentando um custo-benefício atraente ao cliente.

Custo do negócio

O custo do negócio também tem interferência direta no valor do ticket médio, já que, se não forem utilizadas métricas que equilibram o valor investido e adquirido, pode existir perda para a empresa. 

Algumas ferramentas de análise como o Custo de Aquisição de Clientes (CAC), podem ser fortes aliadas nessa situação. 

Até mesmo utilizar as avaliações de Customer Success, ou seja, o tempo em que o cliente se mantém ativo e consumindo dentro da empresa, são dados importantes para tabelar o custo que seu negócio tem e como pode otimizar esses ganhos. 

Por que conhecer o ticket médio é importante

Conhecer seu ticket médio é fundamental para uma tomada de decisão estratégica sólida, baseada em dados e não baseada em senso comum.

Além de indicar se o valor que sua equipe de vendas está faturando está sobresaindo o investimento com busca de novos clientes e manter os antigos, é um sinal de alerta que o negócio não está indo bem.

Logo, se os seus ganhos não estão cobrindo os gastos, é possível agir rapidamente para recuperar os resultados.

Outro ponto importante é que nunca se deve avaliar o ticket médio sozinho.

É preciso também relacionar esse indicador com a lucratividade, margem de contribuição, da rentabilidade, dentre outros indicadores.

Busque referências de ticket médio

Para analisar a competitividade da sua marca, diante dos concorrentes, é interessante buscar no seu nicho algumas referências de ticket médio para ter uma base de eficiência dos seus investimentos.

Isso porque não adianta comparar o ticket médio de uma concessionária com um pet shop, não é mesmo?

Ou seja, se um concorrente possui um ticket médio maior oferecendo o mesmo produto ou similar, você pode precisar entender quais estratégias ele utiliza e não copiar, mas, ir além, criando um diferencial.

Assim, você não só aumenta a lucratividade, mas também projeta uma imagem positiva da marca no mercado, atraindo novos clientes e fidelizando os antigos.

Além disso, ao saber como calcular o ticket médio e compará-lo com a concorrência, é possível realizar com base em dados estratégias:

  • Alterações no time de Vendas, como novas contratações ou demissões;
  • Treinamento e capacitação dos vendedores;
  • Revisão e otimização de processo dentro da empresa;
  • Alterações de valores, promoções e descontos;
  • Adoção de novos processos, ferramentas e metodologias;
  • Elaboração de ações eficazes de encantamento e fidelização de clientes.

Como aumentar o ticket médio?

É possível aumentar o ticket médio com algumas mudanças estratégicas na empresa. Desde o time de marketing, vendedores, pós-vendas, o próprio funil de vendas bem estruturado. 

Oferecer um atendimento de qualidade

Tudo começa pelo atendimento ao cliente. nenhuma venda pode acontecer se o consumidor não se sentir pronto e bem à vontade com a sua empresa.

A maneira como ele é atendido interfere diferentemente na percepção, por isso é tão importante trabalhar a satisfação e encantamento.

O cliente satisfeito procura a empresa novamente, e isso é essencial para aumentar as vendas e, consequentemente, aumentar a margem de lucro do seu negócio.

Trabalhar o pós-venda

Tão importante quanto encantar o cliente para o processo de venda é acompanhar o pós-venda para coletar informações valiosas.

Nem todas as empresas exploram essa oportunidade por achar que se trata apenas de agradar o cliente.

As ações e estratégias de pós-venda promovem a fidelização dos seus clientes, captam mais público e aumentam o volume de vendas.

Utilize técnicas para crosssell, upsell e upgrade

Utilizar as técnicas de crosssell, upsell e upgrade, são ótimas maneiras de ampliar a receita das empresas, oferecendo vantagens sem que com isso seja necessário aumentar o custo de aquisição desses clientes.

É possível aplicá-las utilizando pacotes ou combos de serviços ou produtos, incentivando o cliente a comprar mais.

Ou ainda fazer um upgrade onde o consumidor paga um pouco mais e tem acesso a mais produtos. 

Ofereça maior variedade produtos

Ampliar a gama de produtos é outra dica para aumentar o ticket médio da sua empresa, sendo uma das formas mais eficientes e rápidas de atingir uma receita mais lucrativa.

Quanto mais você puder agregar valor com produtos relacionados e que estejam sanando a dor do cliente, certamente ele irá consumir.  

Para chegar à variedade ideal de produtos ofertados, pense no carro-chefe do seu negócio e levante possíveis produtos complementares e variantes que poderiam ser interessantes para o seu cliente.

Invista em programa de lealdade dos clientes

Um bom programa de lealdade cativa o consumidor e faz com que ele queira permanecer fiel a sua empresa. 

Ao oferecer experiências e benefícios que vão além do óbvio, o cliente se sente incentivado a indicar amigos, ou somar pontos para outras compras, por exemplo.

Pense sempre na experiência do consumidor 

A experiência do consumidor, também conhecida como Customer Experience, é um dos pontos valiosos para toda empresa.

Garantir que ele tenha satisfação em todas as etapas da jornada de compra, inclusive no pós, e queira repetir esse feito, garante uma constante de vendas. 

Conheça as etapas do que é experiência do cliente e aplique no seu negócio. 

Exemplos de como calcular o ticket médio

Depois de entender toda a importância do ticket de vendas para sua empresa, veja como aplicar na prática.

Por exemplo: se a sua empresa vendeu R$ 60 mil em um mês, fechando negócio com 50 clientes, o ticket médio será de R$ 1.200 (60.000 / 50 = 1.200).

Essa conta serve para apontar um valor médio de cada venda realizada, não o valor exato, pois é o valor médio para chegar ao faturamento mensal, por cliente, que determina o ticket médio.

Esse cálculo simples pode ser aplicado facilmente no seu negócio, levando em conta o período que deseja calcular (dia, semana, mês).

Qual é o ticket médio ideal para a empresa?

É importante ter em mente que o ticket médio não se trata de um valor exato.

Ele variará de acordo com o mercado, tamanho da empresa, produto ou serviço comercializado, metas e objetivos da empresa, dentre outros fatores. 

Porém, não se esqueça de analisar o ticket médio considerando os resultados de outros indicadores, como o Custo de Aquisição de Clientes (CAC).

 O ideal é que o ticket médio esteja sempre acima desse KPI. 

O ticket médio é uma métrica que não deve ser ignorada e que traz grandes possibilidades de escalada na saúde financeira da empresa. 

Ele permite que você descubra os gargalos na sua operação comercial e desenvolva estratégias corretas para revertê-los.

Agora que você aprendeu, na prática, como calcular o ticket médio, confira 10 passos para aumentar o valor deste ticket na sua empresa.

Sumário

Continue explorando o mercado com a Lecupon

Separamos alguns posts que podem te ajudar

Chegou a sua vez!

Tenha seu próprio
clube de vantagens com cashback