Skip links

Conheça os principais benefícios corporativos e como fazer a gestão

Os benefícios corporativos são vantagens adquiridas pelos trabalhadores — garantidos por lei — e oferecidas pelas empresas com a intenção de aumentar o nível de satisfação e reter talentos.

Benefícios corporativos são cada vez mais importantes para o ambiente de trabalho, pois eles ajudam em um clima organizacional harmonioso e positivo. Os colaboradores se sentem mais valorizados e pertencentes quando têm seus direitos garantidos pela empresa.

Montar uma boa cartela de benefícios corporativos não é fácil. É preciso ter planejamento, dedicação, cuidado e comunicação com os colaboradores.
Nova call to action

O que são benefícios corporativos?

Benefícios corporativos são oferecidos por uma empresa aos seus colaboradores com a intenção de incentivar a permanência na indústria ou atrair novos talentos.

Esses benefícios vão além de um bom salário, são práticas focadas no bem-estar e no bom clima organizacional. Eles são pensados de forma a atender as necessidades das pessoas.

Alguns exemplos de benefícios corporativos são:

  • assistência médica e odontológica;
  • participação nos lucros;
  • vale alimentação;
  • vale refeição;
  • parcerias comerciais;
  • vale transporte;
  • horários flexíveis;
  • clube de benefícios — ou clube de vantagens.

Esses recursos motivam e engajam os colaboradores, mantendo-os produtivos. Uma pessoa satisfeita com seu trabalho, é mais estimulada a alcançar os melhores resultados.

A lógica imprimida pelos benefícios corporativos pode ser extrapolada e oferecida não apenas para os colaboradores, mas também para os consumidores. Assim, ela se torna uma estratégia interessante para diminuir a perda de clientes.

Por que os benefícios corporativos são importantes?

O departamento de RH já sabe o quão competitivo e desafiador é manter um colaborador motivado. A rotatividade é um verdadeiro problema, que afeta os lucros da empresa.

Os chamados benefícios corporativos são um atrativo a mais, para além dos salários, para que os colaboradores se sintam atraídos por determinada vaga. 

Oferecer uma carteira interessante e diversificada de benefícios se torna um diferencial competitivo para a empresa, ajudando na atração e retenção dos talentos.

A gestão de RH já enxerga os benefícios corporativos como essenciais para competir no mercado.

Para os colaboradores, uma pesquisa da Catho apontou que 40% dos profissionais empregados valorizam um pacote de benefícios atrativo.

Com as possibilidades oferecidas pelos benefícios flexíveis e o surgimento dos clubes de benefícios, essa lógica positiva de retenção e satisfação oferecida para os colaboradores pode ser ampliada para os consumidores.

Atualmente, as empresas começaram a perceber que oferecer benefícios também para os consumidores é uma excelente estratégia de fidelização. Aumentando sua lucratividade.

Quais são as vantagens de contar com os benefícios corporativos?

No relacionamento com os colaboradores, as empresas ganham em diferentes aspectos ao contar com os benefícios corporativos.

As vantagens competitivas para a manutenção e atração de talentos são várias, que acabam fortalecendo a marca da empresa.

Engajamento de funcionários

Talvez o engajamento seja o primeiro resultado sentido pelas empresas ao apostarem nos benefícios. O impacto na motivação e satisfação dos colaboradores é entendida de imediato quando se têm bons benefícios.

Uma carteira diversificada e forte de benefícios possibilita aos colaboradores economia e maior rentabilidade dos seus salários. Além de oferecer maior qualidade de vida e bem-estar.

Para os colaboradores que têm filhos, por exemplo, contar com um plano de saúde é uma tranquilidade no acompanhamento das crianças.

Por isso, é muito importante prestar atenção ao que seus colaboradores precisam. É pouco válido oferecer benefícios que eles não vão utilizar, é preciso ser estratégico com as necessidades e anseios dos trabalhadores.

Recrutamento e seleção

No recrutamento e seleção, conseguir atrair o máximo de pessoas competentes e engajadas é um desafio para as empresas. Isso porque um profissional qualificado está em disputa no mercado, podendo optar pela melhor oferta.

Criar benefícios como o auxílio estudos, descontos em lojas e outros é uma maneira de atrair os profissionais mais qualificados e engajados do mercado.

Imagem da empresa

A imagem da empresa pode ser fortalecida por diversos fatores: a comunicação, o relacionamento com clientes e colaboradores, presença on-line etc.

A estratégia de employer branding ajuda a fazer com que as pessoas gostem de trabalhar na organização, fator essencial para destacar no mercado.

Uma cultura forte e um clima organizacional harmonioso é muito importante para garantir essa qualidade e uma imagem positiva da empresa.

Pensa aí, com certeza você vai lembrar de uma empresa na qual você nunca trabalhou, mas tem a impressão de que é uma grande experiência profissional. Pois é, employer branding!

Retenção de talentos

Reter talentos é um desafio para a maioria das empresas. Contratar uma pessoa e, em menos de três meses perder esse talento é negativo não apenas pelo investimento realizado para trazê-la para a empresa, mas também pela perda do conhecimento do profissional.

A lógica também é aplicada para o caso de um funcionário que passou anos na empresa. A saída dele não afeta apenas a dinâmica do trabalho, mas também toda a perda de conhecimento que é levada da empresa.

Quais são os benefícios corporativos garantidos por lei?

Existem benefícios que as empresas acrescentam em suas carteiras a fim de serem mais atraentes. Vale refeição, plano odontológico, plano de saúde, auxílio creche ou auxílio educação são alguns deles.

Alguns são obrigatórios e garantidos por lei, mais especificamente pela CLT:

  • FGTS;
  • vale transporte;
  • férias;
  • décimo terceiro salário.

A forma como a empresa pagará esses benefícios difere, mas é preciso que eles sejam realizados para não acontecer nenhum tipo de prejuízo com as leis. 

Os 6 principais erros na gestão de benefícios corporativos

Fazer a gestão de benefícios corporativos pode ser desafiador. Em alguns casos, a rotina de trabalho pode prejudicar tarefas simples e gerar perda de dinheiro.

Os principais erros que podem ser cometidos nesta gestão são os seguintes:

1. Não conhecer o perfil dos colaboradores

Oferecer benefícios os quais os colaboradores não aderem é um problema. Cada recurso escolhido para compor a carteira de ofertas para os colaboradores gera um custo e um investimento.

Imagina fechar uma parceria com uma universidade para oferecer desconto nas mensalidades, mas nenhuma pessoa aderir ao plano? O contrato desse benefício gerará prejuízos para a empresa.

Conhecer o perfil dos colaboradores ajuda a elaborar uma carteira que realmente esteja alinhada às necessidades e desejos da equipe.

2. Não atualizar as informações dos colaboradores

Ter o cadastro dos colaboradores atualizados de forma constante é fundamental para garantir que todos vão receber os benefícios adequadamente.

Nada mais desmotivador do que trabalhar meses sem receber o benefício acordado com a empresa. Mesmo porque, muitas vezes, o trabalhador já faz planos com o benefício que receberá.

3. Não solicitar os benefícios para colaboradores recém-contratados

Ao começar o processo de contratação de um novo colaborador é importante saber se há renda para garantir os benefícios apresentados para a pessoa.

No onboarding, é importante que o trabalhador já receba o seu kit de boas vindas com os cartões de benefícios — caso seja assim que a empresa atue.

4. Não desativar os benefícios de colaboradores desligados

Após desligar um colaborador é importante fazer a gestão dos benefícios rompendo os ganhos.

Imagina o prejuízo de manter uma pessoa que foi desligada da empresa recebendo o VR de forma errada por três meses? 

Esses recursos geram gastos para a empresa e precisam ser interrompidos com agilidade. Até para não prejudicar uma próxima pessoa que vai entrar.

5. Não confirmar a cobertura dos benefícios oferecidos

Outro problema da logística está na cobertura dos benefícios oferecidos. Imagina ofertar vaga em cursos ou faculdades que estão em uma cidade diferente do que sua empresa? Esse é um problema considerável.

Os clubes de benefícios facilitaram essa possibilidade, oferecendo uma cobertura nacional na maioria das suas promoções e parcerias. Assim, os colaboradores podem estar em qualquer ambiente brasileiro para se beneficiar.

6. Não informar ao colaborador o nível do plano oferecido

Há serviços também que são oferecidos em camadas diferentes. Por exemplo, é importante informar o colaborador sobre o que cobre o plano de saúde, assim ele poderá se certificar sobre período de carência, quais consultas poderá fazer etc.

Não informar o nível do plano oferecido pelos benefícios pode gerar sensação de frustração nos colaboradores e, assim, toda a estratégia de aumentar engajamento por meio dos benefícios é prejudicada.

Como ir além dos benefícios corporativos tradicionais?

Existem diferentes benefícios que podem favorecer o ambiente corporativo e não gerar gastos para a empresa, como:

  • no dress code;
  • happy hour na empresa;
  • horário flexível para trabalhar.

Há também outros benefícios flexíveis que podem ser interessantes para os colaboradores, como vale academia, vale cultura e o clube de benefícios.

Os benefícios corporativos compreendem uma série de vantagens para colaboradores a fim de garantir a retenção de talentos. Ir além dos tradicionais é uma maneira de oferecer um diferencial competitivo.

Aproveite a visita e confira nosso conteúdo sobre benefícios flexíveis!

Utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você aceita a política de monitoramento de cookies.